Notícias
 
 
Eunápolis: condenado por estupro e morte de menina está entre mortos no presídio
 
 
O caseiro Luzinê de Araújo dos Santos, 30 anos, condenado a 37 anos de prisão pela morte de uma menina de três anos está entre os presos mortos durante uma rebelião no Conjunto Penal de Eunápolis, a 672 km de Salvador, na última segunda-feira (29), segundo a polícia

 

Segundo a Secretaria Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), os detentos mortos tiveram os corpos incendiados pelos líderes da rebelião. Além de Luzinê, também estão entre as vítimas Melk Silva Souza, Glimarin Soriano dos Santos, Geraldo Oliveira de Almeida, Sullivan Santos Marinho e Valdieiro Pereira Silva.

Outras sete pessoas ficaram feridas e foram socorridas para o Hospital Regional da cidade. Quatro receberam alta médica e três ainda continuam internados na manhã desta terça.


Crime

O crime aconteceu em Trancoso, no ano de 2008, quando Santos trabalhava como caseiro na residência da família da menina Cloé Muratori Paroli, filha de um neozelandês com uma paulista. Na época, Santos foi acusado de abusar sexualmente, asfixiar e jogar a menina no rio, que morreu afogada.  Quando julgado, Luzinê confessou para polícia ter praticado o crime que matou a menina mas, três anos depois quando foi ouvido pelo juiz, no Fórum em Porto Seguro, ele negou a autoria da morte


 
 
 
 
 
Fonte: Bocão News
Voltar Pagina Anterior Voltar